quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Ele, que me salva.



Cansada daqueles que só amavam o que ela oferecia de bom, e que dela só conheciam as coisas boas. Ela estava cansada. Ele chegou conhecendo também apenas o que ela permitia. Amando-a no entanto, foi descobrindo o que de ruim possuía, por dentro. Ser feio por dentro é pior que ser feio por fora, embora seja mais fácil esconder a feiura interna. Efeito placebo, tentar controlar os sentimentos. Ele é capaz de amá-la em seus piores momentos, quando ela sente as piores coisas e quando não se aguenta e fala o que não deveria falar. Ele a ama, não com a complacência de um pai displicente, mas com a rigidez de quem corrige para o bem. Ele a cuida não com dengos e mimos, embora ela precise disso às vezes e tenha sim suas necessidades saciadas, ele a cuida e a protege dela mesma. Do descontrole dos sentimentos, das ações, do medo, da pressa, do choro sem sentido, da tristeza criada, da felicidade desprotegida e fulgaz. Ele a salva dela mesma. Quem diria, logo ela que achou que seria a salvação dele.

Autor: - ela faz rimas, ele o café - (Luana Gabriela)

15 comentários:

Thais Alves disse...

Aqueles que se acham o melhor nadador um dia talvez precisem de um salva-vidas para resgata-lo e oferece-lo um pouco de amor.

Be Lins disse...

Stephi,

fiquei feliz com seu coments,
muito grata querida, de coração.

Você e seu blog são um amor.
Beijo


*

Rolando disse...

oi. tudo blz? muito legal aqui. apareça lá. abraços.

Antonielson Sousa disse...

Que blog prodigioso. Me encantei plenamente. Os texto são de extrema qualidade e vc tem um excelente gosto. Passarei aqui outras vezes para me “alimentar”. Bjos...

Blog do HenriqueWitzler disse...

Gostei do teu blog, msa porque uma menininha de 23 anos anda tão triste ??? foi a impressão que tive ..... porque alma laranja ??
abrs
Henrique

henriquewitzler@hotmail.com

Ana Manuela disse...

Maravilha de texto... me lembrou muito um momento antigo, com alguém do passado...
xxoo

João Victor Araripe disse...

Muito bom ! Peço que retribua meu comentário no meu blog sobre tênis - breakpointbrasil.blogspot.com/, e que se possível SIGA MEU BLOG, assim também seguiria o seu ...

Muito Obrigado ! :-)

Rick" disse...

Sim, sempre se pode amar
alguém que tbm nos faz mau...
...He a vida...
Vc ja leu (o morro dos ventos uivante)¿
Este texto me lembra aquela linda historia.
Bjws...
Seu blog é lindo"
Ver ai o meu:

http://nostudinhos.blogspot.com/

Anônimo disse...

Querida bruxa,sempre visitando seu blog,e sinto sua falta.Vc sumiu,não escreve mais,espero que seja um sinal de que está vivendo tão bem, que não sobra tempo para escrever.Sabe quem sou!Se precisar de algo,me escreva!Beijão!

Stéphanie Pastori disse...

Obrigada pelos recados, eu venho aqui sempre, mas ando sem inspiração para escrever!!!!!a vida ta corrida.....
mas eu volto...eu sempre volto...

beijos!

Anônimo disse...

Olá,fiquei feliz com "seu retorno".Que bom que volta sempre..e o fato de estar sem inspiração é normal.Poderia escrever sobre esse período.Vc esqueceu o beijo luminoso..e colorido...que tudo seja luz para você!

Anônimo disse...

Querida bruxa, passei aqui rapidinho para te desejar feliz natal,que tudo seja colorido,e feliz.Que esse dia,você seja abençoada,sua família idem.Que as bruxas de luz,brilhem mais!Beijo.

C. disse...

Gratidão pelo compartilhar das preciosas palavras durante o ano.
Feliz dias, feliz todos os dias ;)
Beijos e Flores

José María Souza Costa disse...

Passei aqui lendo. Vim lhe desejar um Tempo agradável, Harmonioso e com Sabedoria. Nenhuma pessoa indicou-me ou chamou-me aqui. Gostei do que vi e li. Por isso, estou lhe convidando a visitar o meu blog. Muito Simplório por sinal. Mas, dinâmico e autêntico. E se possivel, seguirmos juntos por eles. Estarei lá, muito grato esperando por você. Um abraço e fique com DEUS.

http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

Anônimo disse...

Verdade.Tb eu tenho um anjo assim, q acalma, acalenta, sossega e tranquiliza, msm quando parece ñ estar lá...está!"Ele a salva dela mesma"...hó pleeeeeeeeeeeeeease...Abç