terça-feira, 10 de agosto de 2010

Um dia.

"...Um dia eu amei aquele coração. E ele nem sabe.
Eu tentei de um jeito doce, demonstrar. Mas ele queria tempestades, correria, momentos levianos, drinks, e ver a Lua apenas uma vez.
Aquele coração não quis aprender. Foi teimoso, e como uma criança, vive ainda brincando, pulando por ai em casas de amarelina.
E então eu parti. Eu parti por que eu não queria um coração que não me chamasse pra dançar, que não dividia seu tempo comigo. E quando eu parti pra tão longe...
Ele, aquele coração que eu amei, me amou..."

Vê se toma jeito coração!

5 comentários:

tati_nanda disse...

que coração confuuussoo
:P
bjins

http://zonzobulando.blogspot.com/

Anônimo disse...

Gostei muito do poema.Isso nos leva a pensar que a pessoa que amamos deve nos amar e ser conosco enquanto estamos juntos.Infeliz é a maioria das pessoas, que apenas percebem a maravilhosa pessoa que tinha ao seu lado, quando a perde.Que todos que lêem aprenda que devemos amar hoje. Agora. Já. Não espere ir para longe. Não espere morrer. Não espere imprevistos. Corre-se o risco de ficar com o amor entalado na garganta, e nem ao menos dizer que amamos.Lindo poema, Bruxa. Sempre visitando você. Sempre aprendendo um pouco. Fica bem....

Brruuu disse...

Te liga,coração.

Ah Stéphanie,vou te seguir.Teu blog é muito bonito,tem bons posts,e somos praticamente irmãs de cidade.A minha é S.J Do RIO Preto e a sua é RIBEIRÃO Preto. auhhuahuahu

um beijo

Anônimo disse...

Vê se toma jeito,coração......

oh bixim vaGAbundim

Chef de Cuisine disse...

Oie florzinha de luz.....
amei esse texto...

bjos