quarta-feira, 26 de maio de 2010

Maduros...

(fonte: Paula Cristina)

.Para tranquilizá-lo, sentei ao seu lado. Tremíamos. Pensei em colocar a cabeça dele no meu colo, tomar suas mãos, falar alguma frase de efeito, fazer carinhos. Mas só consegui ficar muito próxima. De alguma forma, eu queria dizer que tudo aquilo importava pouco. Se soubéssemos controlar a nós mesmos, o nosso terror, e poupar o gasto exagerado de tudo que tínhamos armazenado, nada aconteceria. Amanhã, depois, dentro de uma semana, um mês, nada aconteceria.
.
.
.
A verdade é que eu nem sei se queria conhecer alguém agora, mas isso não importava nesse momento. Ele só precisava de alguns abraços queridos, uma companhia suave, bate-papos que o fizessem sorrir, algum nível de embriaguez e a sincronia: eu e você não acontecemos por uma relação causal, mas por uma relação de significado. Que ainda estamos trabalhando, que precisamos primeiro entender o que é.

.... =)


5 comentários:

Uiara Fontana disse...

oii..
adoreii os textos, seu blog é lindo demaiss, eu sou da Bahia, e comecei a escrever meu blog a pouco tempo, gostaria se vc podesse passar la rapidinhu, ah vou seguir o seu..
beijos Uiara

Thais Alves disse...

Adoreei tudo aqui , estou a seguir :*'

Jessica Jin disse...

Foi por um acaso, que cheguei aqui e fiquei!

Gostei.

Vuttikrai Saechue disse...

I would like to thank you for the efforts you have made in composing this article. I am going for the same best work from you in the future as well. In fact your fanciful writing abilities has prompted me to start my own blog now. Actually the blogging is spreading its wings rapidly. Your write up is a fine example of it.
Ipad tips

Leticia Rocha disse...

Adorei seu post!estou te seguindo,bjocas